Cabala?

by

7:00. Peciso sair, levar o carro para a concessionária, trocar uma peça na garantia. Mania, olho o hodômetro, marca 7570. A oficina abre às 7:30, fica na mesma avenida onde moro, mas não é tão perto. Ainda bem que não está chovendo… nem está tão frio: 17º. É, acho que dá pra voltar andando…

Tudo resolvido na oficina: 7 minutinhos na fila, mais 7 minutos para emitir a ordem de serviço. Kilometragem atual? 7577. Ah, então estou a 7km de casa… continuo firme no propósito de seguir a pé. Olho o número da concessionária, 2mil e pouco… claro, para 9mil e pouco de onde moro, são os 7km medidos no hodômetro. É legal andar a pé, sozinho, uma nova visão sobre lugares conhecidos “de passagem”, sem contar com a oportunidade de conversar sozinho, pensar um pouco na vida, tão incerta nos últimos dias. Olha só… um jato daquela empresa aérea nova, a Azul… parece bem pequeno essa aeronave da Embraer…

Olho as numerações, vencido o primeiro km, olho o relógio: 7minutos. Hum, ritmo forte, melhor aliviar ou vou cansar muito: os tênis não são apropriados para caminhada ou corrida. Um airbus da TAM, olha só, bem maior que avião da Azul… bem de perto, com o trem de pouso baixado, a avenida margeia a pista do aeroporto. Mais um km, agora, calcanhares e panturrilhas tem certeza que esse tênis não é bom de caminhada. Os 7min gastos pra o primeiro km agora se converteram em 12. Nem tanto, deu até pra descansar, aperta um pouco o passo. Um avião da Webjet… boeing ou airbus?

Porto Alegre não é como Recife. Essa avenida poderia ser comparada à avenida Recife, mas nem de longe eu faria essa indiada na Av. Recife. Em Poa é mais tranquilo, embora eu insista em não levantar o capuz do agasalho: as pessoas te olham diferente. E eu perco minha visão periférica, não sei se tem alguém do meu lado, e tal… mas talvez seja melhor fechar o ziper até o pescoço, não quero arriscar um resfriado. Embora Roger de Renor diga que seja Recife, descobri que na verdade é de Porto Alegre o mérito do título de “Maior Cidade Pequena do Mundo”. Com mais do que o dobro da área territorial e 113mil habitantes a menos (IBGE, censo de 2007), PoA tem umas coisas que só vendo pra crer. Uma avenida importante como essa precisa de placas regulamentando o trânsito de veículos de tração animal?

DSC05308

Um cara de capuz, óculos escuros (no dia nublado), boné… atitude estranha. Ok, atravessou a pista, não dá nada. Mas eu vou parar aqui no postinho… o que beber? Um Gatorade, claro. Um viva para o poder da propaganda, que me fez pagar 7 Reais para me sentir isotonicamente reposto. Aliás, 7 Reais, não: 7 pila, moeda corrente dos Pampas.

Os 2 km finais foram um pouco difíceis, as canelas latejando a cada passada, mas logo agora que eu já consigo ver o condomínio? Não vou pegar um táxi agora… cara de pau, né? Só mais um pouco…

Ok, estou entrando no apartamento. Direto pro meu banho quente. Olho o relógio: 1h17min. 77 Minutos.

Anúncios

Uma resposta to “Cabala?”

  1. Marcos Dhotta Says:

    Eita kbra arretado!!! Mesmo distante da terrinha faz por onde resgatar os valores de raiz do nosso quinhão (eu disse quinhão!) nordestino. Acho quase impossível não nos fusionarmos com aquilo que temos guardado e/ou eternizado em nossas mentes e em nossos corações. Fico deveras emocionado quando vejo um kbra assim… Bom, passo por cá hoje em agradecimento ao apoio dado a minha pessoa no tocante as calúnias infundadas. Felizmente tudo acabou bem, para o meu lado. Portanto, OBRIGADO mais uma vez! E “tamo aí nas paradas de novo”. Fica com o frio daí que fico com as praias ensolaradas de cá. Abração Kbra bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: